Simpósio: Tradução e Corpora

Coordenadores: Carmen Dayrell (UNINOVE) e Lincoln P. Fernandes (UFSC)

[Scaricare in italiano] | [Descargar en español] | Download provisional translation into English]

A Linguística de Corpus tem por objetivo o estudo de linguagem autêntica. Para tanto, baseia-se em corpora, coleções de textos selecionados e agrupados de acordo com critérios específicos, geralmente em formato eletrônico para que sejam investigados por meio de ferramentas computacionais. Nos Estudos da Tradução, a Linguística de Corpus abriu a possibilidade de se explorar e investigar, em grande escala, características específicas dos textos traduzidos. Corpora eletrônicos  também encontraram terreno fértil na pesquisa, no treinamento de tradutores e na prática tradutória, como um recurso poderoso para a identificação de estratégias e soluções adotadas por tradutores profissionais. Mostram-se também valiosos em estudos literários para a investigação de artifícios e características estilísticas de autores e tradutores.  Este simpósio pretende reunir trabalhos que abordem o uso de corpora em qualquer aspecto da tradução, seja do ensino, do processo tradutório ou da análise do produto final.

Local: Auditório do curso de Direito , CCJ

HORÁRIOS

PERÍODO 24 25 26
10:00- 11:30
13:30-15:00 Tradução e Corpora
Carmen Dayrell (UNINOVE)
Lincoln Fernandes (UFSC)
Ferramentas de corpus na investigação de gírias na Literatura Infanto-Juvenil.
Caroline Reis Vieira Santos (UFSC)
A tradução de jogos de palavras com nomes próprios na obra o Xangô de Baker Street: um estudo dirigido pelo corpus.
Nilson Barros (UERN/USP)
Linguística de Corpus e tradução: uma análise das colocações criativas nas traduções da obra literária de Chico Buarque.
Sérgio Marra de Aguiar (UFU)
Aplicação dos estudos de corpora à análise de elementos da comunicação dos construtores automotivos
Jean-François Mathieu Brunelière (UFSC)
Termos da culinária típica brasileira na tradução para o inglês: o uso de um corpus paralelo para a extração de equivalentes.
Rozane R. Rebechi (USP)
Especificidades culturais em um corpus de textos especializados.
Aída Carla Rangel de Sousa (UFSC)
Análise da tradução do item lexical evidence para o português com base em um corpus jurídico.
Norma A. da Silva (UFSC)
15:30-17:00 Cohesive relations in combined multiregisterial corpus: querying conjunctions in original and translated texts
Leonardo Nunes, Adriana Pagano (UFMG)
Words and Music: Finding a pattern in Song Translation towards a pattern for developing a Translated-Song Parallel Corpus.
Natanael F. França Rocha (UFSC)
A voz do tradutor desafiando os ‘poderes’ do Contexto de Cultura: uma análise sistêmico-funcional da primeira tradução brasileira de Jane Eyre (1847), de Charlotte Brontë.
Jerusa Santos (UFSC)
Ma. Lúcia B. Vasconcellos (UFSC)
A audiodescrição dos personagens de filmes:um estudo baseado em
corpus.
Osmina Maria Marques da Silva (UEC)
Corpora e tradução de literatura infanto-juvenil: uma relação possível?
Marcilio G. Queiroga (UFCG)
Análise Baseada em Corpus do Manual de Regras Básico de “Magic The Gathering” em Inglês e Português.
Meggie R. Fornazari (UFSC)
Construção de Corpus de Tradução para Legendas
Elaine A. Trindade (UNINOVE)
Contribuição da linguística de corpus na análise de retraduções de roteiros do Chaves e Chapolin: Identificação de tendências tradutórias de mexicanismos,
Orlanda Miranda Santos (UFSC,UniMontes)

RESUMOS

1. Tradução e Corpora
Carmen Dayrell (UNINOVE) e Lincoln P. Fernandes (UFSC)

No contexto dos Estudos da Tradução (ET), os Estudos da Tradução com base em Corpus (ETC) vem oferecendo novas perspectivas para a investigação de fenômenos tradutológicos através da utilização de ferramentas computacionais. O objetivo desta comunicação é oferecer uma visão panorâmica de algumas das principais características dos ETC. Para tanto, apresenta a definição e os tipos de corpora para a tradução. Em seguida, discute alguns pontos teóricos importantes para melhor compreendermos as peculiaridades dos ETC. Finalmente, apresenta-se os prós e contras deste tipo de pesquisa com vistas a fornecer uma visão crítica desta promissora área de pesquisa.

2. Ferramentas de corpus na investigação de gírias na Literatura Infanto-Juvenil
Caroline Reis Vieira Santos (UFSC)

O objetivo deste trabalho é apresentar as etapas metodológicas envolvendo a metodologia de corpus da pesquisa de doutorado em andamento intitulada Tradução da gírias na série Harry Potter: um estudo com base em corpus. Localizada na intersecção entre os Estudos Descritivos da Tradução (TOURY, 1995; HERMANS, 1999), a Literatura Infanto-Juvenil, os Estudos da Tradução com Base em Corpus (BAKER, 1995) e as Gírias, este trabalho investiga como as gírias dos livros Harry Potter e a Câmara Secreta, Harry Potter e o Cálice de Fogo e Harry Potter e o Enigma do Príncipe foram traduzidas do inglês britânico para o português brasileiro e como essa tradução modificou o registro textual. Por gírias entendem-se unidades lexicais que de caráter efêmero e significado velado pertencentes à língua oral e não usadas no nível formal manifestando identificação com um grupo (DUBOIS, 2009; EBLE, 1996; GURGEL, 2009; HALLIDAY, 1989; PRETI, 2000; XATARA; FALCÃO, 2005). Registro textual é a variante da língua relacionada ao uso nos vários contextos em que ela ocorre (HATIM; MASON, 1990, tradução minha). Para cumprir seus objetivos, esta pesquisa utiliza-se de um corpus paralelo bilíngue alinhado no nível de parágrafo composto dos três livros da série Harry Potter supracitados e processado usando as ferramentas do Corpus Paralelo de Literatura Infanto-Juvenil (COPA-LIJ). Ao final do desenvolvimento das etapas metodológicas de digitalização, correção, alinhamento dos textos fonte e alvo e a criação de uma lista de gírias de partida, ficou evidente que apesar das limitações das ferramentas automáticas, com a intervenção do pesquisador, essa metodologia se mostrou muito proveitosa para este estudo, uma vez que permitiu acesso a um maior número de dados de uma só vez, ao acréscimo de novos textos ao COPA-LIJ, ao acesso ao corpus de forma prática em diferentes lugares do mundo e do maior rigor acadêmico conferido por uma análise não manual.

3. A tradução de jogos de palavras com nomes próprios na obra o Xangô de Baker Street: um estudo dirigido pelo corpus

Nilson Barros (UERN/USP)

O presente trabalho analisa a tradução de jogos de palavras associados a nomes próprios, presentes na obra O Xangô de Baker Street, de Jô Soares (1995), traduzida para a língua inglesa por Clifford E. Landers (1997). A obra original e sua respectiva tradução constituem o corpus paralelo objeto de análise desta pesquisa, a qual lança mão dos princípios e base metodológica da Linguística de Corpus. Essa abordagem vem se consolidando ao longo das últimas décadas e tem apontado perspectivas novas para a pesquisa linguística. Mona Baker (1993) é uma das pioneiras no uso da Linguística de Corpus voltada aos Estudos de Tradução. Com o auxílio de ferramentas do programa Wordsmith Tools versão 6.0 (SCOTT, 2012), foram elaboradas e analisadas listas de concordâncias geradas a partir das vinte primeiras palavras-chave do corpus em português. Nessas listas de concordâncias, verificou-se que pelo menos três dessas vinte primeiras palavras-chave são nomes próprios aos quais estão associados jogos de palavras. A partir da observação dos três nomes próprios associados a jogos de palavras presentes na lista de palavras-chave, procuraram-se outros nomes próprios a partir dos quais foram geradas novas listas de concordâncias. Essa análise resultou na constatação de outros nomes próprios associados a jogos de palavras, presentes na lista de palavras-chave. Tal constatação despertou o interesse pela análise do tratamento dado pelo tradutor a esses jogos de palavras. Os resultados, ainda parciais, apontam para a adoção de procedimentos de tradução voltados para a recriação dos jogos de palavras na língua de chegada, mantendo-se, até onde permitem os limites impostos pelos próprios sistemas linguísticos, proximidade, quanto à forma e ao conteúdo, com a língua de partida.

4. Linguística de Corpus e tradução: uma análise das colocações criativas nas traduções da obra literária de Chico Buarque.

Sérgio Marra de Aguiar (UFU)

A comentada arte de Chico Buarque de esculpir palavras, sua conhecida devoção às palavras e sua participação nas traduções de suas obras literárias para o inglês foram o fio condutor deste trabalho de pesquisa, que teve como objetivo investigar as traduções de Estorvo, Benjamim e Budapeste (Turbulence, Benjamim e Budapest), realizadas por Peter Bush, Clifford Landers e Alison Entrekin, respectivamente. Nessa pesquisa, fez-se uso da base metodológica da Linguística de Corpus. Utilizando-se o programa computacional WordSmith Tools, de Mike Scott, foram extraídas do corpus de estudo, uma lista de palavras-chave, que serviu como ponto de partida para o desenvolvimento de uma análise qualitativa das traduções. O exame dessas palavras-chave em seus ambientes lexicais mostrou a presença de combinações lexicais criativas, geradas a partir da quebra da convencionalidade linguísitca, A pesquisa em torno desses eventos linguísticos foi realizada, a princípio, com o objetivo principal de verificar empiricamente se a criatividade do autor foi recriada nas traduções. A conclusão, baseada em uma amostragem, foi a de que, de fato, as traduções foram próximas aos originais, e que presumivelmente houve, por parte dos tradutores, um empenho no sentido de recuperar as supostas intenções do autor e de recriar o estilo do discurso buarqueano em suas obras traduzidas. A Linguística de Corpus, por sua vez, mostrou-se eficaz não só como metodologia para exploração de um corpus literário, mas também como uma abordagem, na medida em que revelou aspectos das traduções que não se havia pensado em procurar.

5. Cohesive relations in combined multiregisterial corpus: querying conjunctions in original and translated texts

Leonardo Nunes (UFMG) e Adriana Pagano (UFMG)

This work reports on the analysis of conjunctions in a multiregisterial combined corpus of texts originally written in English and Brazilian Portuguese and their respective translations into the other language. Its aim is to contribute to the description of the system of CONJUNCTION in Brazilian Portuguese drawing on a systemic-functional approach through the investigation of parallel and comparable monolingual and bilingual corpora.
Based on statistical significance tests, the impact of register variation on the frequency of cohesive conjunctions was firstly investigated so that a qualitative analysis on such could follow. Drawing mainly on Halliday & Hasan (1976) and Matthiessen (2004a), this study investigates to which extent such variation impacts on the construal of ideational and interpersonal meanings by conjunctions.
The analysed texts are part of Klapt! (Córpus de Língua Portuguesa em Tradução) and have undergone automatic part-of-speech tagging of conjunctions. Quantitative data was processed by statistical package R, in which frequencies of each one of the eight registers comprising the corpus were extracted and significance tests (chi-square and z-test) carried out.
The results have shown that the frequency of conjunctions in texts from educational websites were highly significant as to the comparison of the z-scores magnitudes in one parallel and four comparable perspectives. A further inquiry into such perspectives has revealed that realisations of additive and adversative conjunctions occurred significantly less than expected, therefore suggesting a particular pattern of meaning construal as to external and internal cohesive marks in such type of digital texts produced in both languages.

6. A voz do tradutor desafiando os ‘poderes’ do Contexto de Cultura: uma análise sistêmico-funcional da primeira tradução brasileira de Jane Eyre (1847), de Charlotte Brontë

Jerusa Santos (UFSC) e Maria Lúcia Vasconcellos (UFSC)

Examina-se a primeira tradução para o português brasileiro do romance Jane Eyre (1847), de Charlotte Brontë, intitulada Joanna Eyre (1926, 2ª edição), de tradutor não identificado, objetivando investigar: o perfil ideacional da protagonista, com base nos Sistemas de Transitividade e Coesão (cf. Halliday e Matthiessen, 2004; Halliday e Hasan, 1985); a presença discursiva do tradutor, no ‘Prefácio’ e nos capítulos do recorte deste estudo, com base nas categorias de ‘voz do tradutor’ (cf. Hermans, 1996); e as omissões do tradutor, com base nos conceitos de patronato (cf. Lefevere, 1992) e (auto-) censura (cf. Coracini, 1998). A base metodológica é informada pelos Estudos da Tradução Baseados em Corpora (cf. Baker, 1995; Fernandes, 2004; e Olohan, 2004), aporte para o desenho, construção, processamento e análise do corpus que é anotado, manualmente, com as convenções do Código de Rotulação Sistêmico- Funcional (CROSF) e processado no Corpus Paralelo de Textos Literários (COPA- TEL) e no software Notepad++. A hipótese inicial é que a presença discursiva do tradutor se faz notar na manutenção do perfil ideacional de Jane Eyre em Joanna Eyre como posicionamento político contra a censura sofrida pela obra de Brontë em Através dos Romances: guia para as consciências (frei Sinzig, 1915). Entretanto, os resultados mostraram que esse comportamento transgressor do tradutor não foi mantido em todas as esferas do seu trabalho, devido à (auto-) censura por ele praticada e ao patronato exercido pela Igreja Católica.

7. Words and Music: Finding a pattern in Song Translation towards a pattern for developing a Translated-Song Parallel Corpus

Natanael F. França Rocha (UFSC)

This study aims to develop a parallel corpus of translated songs from Portuguese into English. In order to reach this goal, some guidelines on how to organize and align the song lyrics are necessary. Such guidelines shall be drawn up by establishing some patterns of what concerns songs translating, including aspects such as source-text/target- text correspondence, sense, rhymes and repetition of stanzas and chorus. First, some theories about song translation will be studied in an attempt to find patterns among translated songs that might help organize the corpus. Secondly, such patterns will be used as a guideline for developing the corpus. It is hoped that audio files of the songs will also be available on the platform. Finally, this study is expected to contribute to the field of Corpus Linguistics by creating a new type of corpus that can be a tool for translators and a groundbreaker in the area.

8. A audiodescrição dos personagens de filmes:um estudo baseado em corpus

Osmina Maria Marques da Silva (UEC)

A audiodescrição (AD) é uma modalidade de tradução audiovisual realizada através da descrição das imagens contidas em filmes, peças teatrais e programas de computador. É um recurso de acessibilidade destinado a pessoas com deficiência visual(DV). No Brasil, ela vem tendo uma crescente aplicação, com destaque para os filmes em DVDs. Em 2005 foi lançado o primeiro filme neste formato com audiodescrição.Hoje, o público deficiente visual conta com sete títulos disponíveis no mercado. Esta pesquisa objetiva analisar a caracterização dos personagens de filmes em três DVDs comercializados no Brasil: Irmãos de fé (2005), O Signo da cidade (2007) e Chico Xavier (2010). Buscou-se identificar nestas ADs os parâmetros de descrição dos personagens referentes aos seus atributos físicos, aos estados emocional, mental e aos ambientes. A metodologia de pesquisa utilizada foi a da linguística de corpus e desenvolveu-se seguindo as seguintes etapas: compilação do corpus composto pelas transcrições das ADs dos três filmes, etiquetagem e análise com o auxílio do programa Wordsmith Tools 5.0.Com a ferramenta concord do referido programa, foram buscados dezoito parâmetros de descrição dos personagens, observando-se a presença ou ausência deles e o número de vezes que ocorriam nas audiodescrições. Verificou-se que os parâmetros de descrição dos personagens relacionados aos seus atributos físicos como altura, etnia, idade e vestuário não foram descritos. Os estados emocionais foram descritos em sua maioria através das ações. Quanto aos estados mentais foram poucas as ocorrências de descrições. Os ambientes não foram descritos de modo que pudesse ajudar na caracterização dos personagens. Quanto à identificação, observou-se que foram usados dêiticos nas apresentações dos personagens, o que pode ter dificultado a identificação dos mesmos pelos deficientes visuais. As análises demonstraram que a ausência de alguns parâmetros de descrição, principalmente os relacionados aos atributos físicos, pode dificultar o entendimento e apreciação dos filmes pelos deficientes visuais.

9. Contribuição da linguística de corpus na análise de retraduções de roteiros do Chaves e Chapolin: Identificação de tendências tradutórias de mexicanismos

Orlanda Miranda Santos (UFSC, UniMontes)

Esta comunicação pretende discutir as tendências de tradução de mexicanismos presentes nas retraduções de acadêmicos (roteiros) e nas retraduções de uma equipe de profissionais de dublagem e legendagem do seriado Chaves e Chapolin. Chaves e Chapolin são programas televisivos criados na década de 70, no México, e reprisados, no Brasil, pelo SBT. Para a realização da pesquisa, levantamos características gerais dos roteiros selecionados em espanhol e de suas retraduções através da Wordlist. Desses roteiros, foram selecionadas, com base em Ferreira (1986) e no DRAE, palavras de conteúdo e não cognatas do par linguístico espanhol-português. Analisamos as traduções dessas palavras em um concordanciador paralelo. Constatamos que as maiores dificuldades estavam relacionadas à tradução de mexicanismos (palavras e expressões típicas do México), investigadas no DBM e em Bas (2002). Procedemos à leitura e análise, e identificamos algumas tendências tradutórias. Buscamos, então, identificar e formular tendências da equipe de profissionais que atuou nos DVDs da Amazonas Filmes, levando em consideração todos os aspectos do texto audiovisual.

10. Termos da culinária típica brasileira na tradução para o inglês: o uso de um corpus paralelo para a extração de equivalentes

Rozane R. Rebechi (USP)

O presente estudo visa mostrar como um corpus paralelo pode ser utilizado para a extração de possíveis equivalentes em língua inglesa para termos da culinária típica brasileira que não estão dicionarizados nesse idioma. Por se tratar de aspectos culturalmente marcados, ingredientes e pratos de determinada nação nem sempre são encontrados em outras, e, portanto, nem sempre possuem correspondência direta no idioma estrangeiro. No entanto, a globalização tem estimulado a troca de receitas culinárias entre diferentes países, tanto por meio da internet quanto pela publicação de livros, em especial em língua inglesa. Dessa forma, parece importante analisar como termos da culinária brasileira têm sido transportados para o inglês.
Corpora direcionados pela tradução (translation-driven corpora), ou seja, aqueles utilizados com algum propósito relacionado à tradução, são bastante úteis para a análise de escolhas tradutórias (Zanettin, 2012). A fim de analisar como termos típicos da culinária brasileira têm sido traduzidos para o inglês, compilamos um corpus paralelo (textos originais e suas respectivas traduções) a partir de quatro livros de receitas escritos em português e traduzidos para o inglês. Esse corpus contabiliza aproximadamente 66.000 palavras em cada idioma. Por meio do alinhamento dessas receitas pelo software WordSmith Tools 6.0 (Scott, 2012), foi possível observar os ‘equivalentes’ atribuídos aos termos característicos da culinária brasileira em inglês, e verificar a adequação de tais escolhas. Tomemos como exemplo o termo farinha de milho, ingrediente bastante representativo da culinária brasileira, mas não comumente encontrado em países de língua inglesa. Os dicionários e glossários bilíngues consultados nem sempre apresentam propostas de equivalentes para o termo, e os que o fazem apresentam o mesmo equivalente utilizado para ‘fubá’ (cornmeal/cornflour). Por meio do alinhamento das receitas que utilizam tal ingrediente ─ por exemplo, ‘cuscuz’ ─ foi possível observar outras propostas de equivalentes no subcorpus em inglês e queencontradas no corpus foram além das dicionarizadas, com escolhas tais como flaked cornmeal e coarse cornmeal, que revelam tentativas de desambiguação com ‘fubá’, farinha também feita de milho, mas que apresenta características diferentes e que, portanto, não pode ser tratada como sinônimo de ‘farinha de milho’.
Tal metodologia tem se mostrado adequada para ajudar na construção de uma obra terminográfica bilíngue que pretende abarcar a terminologia referente à culinária tipicamente brasileira, e certamente poderia ser utilizada para a extração de equivalentes em outras áreas.

11. Especificidades culturais em um corpus de textos especializados

Aída Carla Rangel de Sousa (UFSC)

Situado na área dos estudos de tradução com base em corpus, este trabalho propõe, de início, a investigação de estratégias de tradução empregadas em termos culturalmente específicos (Aixelá, 1996) em um corpus de textos especializados, no par português-francês. Para esse fim, escolheu-se desenvolver a pesquisa no âmbito da cooperação acadêmica franco-brasileira, assumindo que diferenças entre os sistemas acadêmicos brasileiro e francês favorecem o aparecimento de termos nessa área sem correspondência nos níveis semântico e pragmático na língua (e cultura) de chegada. O corpus de estudo foi construído a partir de textos encontrados em sites multilíngues referentes ao tema, e contém termos como licence, master, dossier, grande école, os quais constituem objeto de análise deste trabalho. Por fim, propõe-se o emprego das correspondências tradutórias (Thunes, 1998), o que joga uma luz sobre a forma de intervenção nos diferentes níveis linguísticos para produzir o texto na língua de chegada.

12. Análise da tradução do item lexical evidence para o português com base em um corpus jurídico.

Norma Andrade da Silva (UFSC)

Este trabalho, baseado em corpus, analisa as escolhas lexicais feitas pelos tradutores do item lexical evidence. O objetivo é examinar as traduções de textos jurídicos, alinhados em um corpus paralelo, para auxiliar no treinamento tanto de tradutores experientes quanto de tradutores iniciantes a fim de solucionar problemas de ordem gramatical. Esta coleção de textos contempla o par linguístico inglês→português e foi extraída de documentos jurídicos constantes no site da OEA. A análise está embasada nos quatro tipos de correspondências tradutórias de Martha Thunes (1998), que elaborou uma escala hierárquica para a tradução, indo da forma mais simples até a forma mais complexa. Os resultados indicam que, construindo um corpus bilíngue paralelo, é possível estabelecer comparações entre tradução e original, sugerindo melhoras nos dicionários bilíngues especializados na área jurídica. A análise dos dados sintetiza um conjunto de conhecimentos que podem auxiliar os tradutores a extrair grandes quantidades de textos da Internet por meio do computador e construir um corpus de estudo.

13. Corpora e Tradução de Literatura Infantojuvenil: Uma relação possível?

Marcílio Garcia de Queiroga (UFSC)

O uso de corpora e tecnologia computacional na área de estudos da tradução vem se tornando cada vez mais importante e frequente, segundo Sardinha (2002, p. 44). Para muitos campos de estudo da linguagem, incluindo-se os estudos da tradução, os corpora possuem ampla proficuidade, pois possibilitam o trabalho com uma quantidade expressiva de dados e a condução de pesquisas empíricas de tradução, bem como responder a questões de ordem tanto metodológica quanto prática. Os corpora são apresentados como “coletâneas de textos correntes em formato eletrônico e analisáveis automaticamente ou semi-automaticamente” (Baker, 1995, p.226) ou, ainda conforme Sardinha (2002, p. 44), “coletâneas de textos escritos ou transcrições de fala reunidos em formato de arquivo legível por computador”. Com o acréscimo dos conceitos de corpora comparáveis e corpora paralelos, nos anos 1990, propostos pela pesquisadora Mona Baker (1992; 1993; 1995; 1996; 1999; 2000), houve uma relevante contribuição para o campo dos estudos contrastivos e de tradução e abertura para estudos de corpus em outras línguas que não o inglês. Entre as possibilidades advindas destes conceitos, podemos destacar a comparação entre as línguas, suas especificidades, tipologias, diferenças culturais e características intrínsecas, além de permitir o contraste entre línguas nativas e não-nativas, textos-fonte e traduções, ou mesmo aplicações práticas de estudos lexicográficos, ensino de línguas e tradução (McEnery & Xiao, 2007, p.131). No nosso trabalho pretendemos discutir as possíveis aplicações dos corpora e tecnologias computacionais na investigação/estudos de traduções de literatura infanto-juvenil.

14. Análise Baseada em Corpus do Manual de Regras Básico de “Magic The Gathering” em Inglês e Português

Meggie Rosar FORNAZARI (UFSC)

Magic, primeiro jogo de Estampas Ilustradas a ser produzido (Richard Garfield, EUA, 1993), possibilita que participantes colecionem cards para exibição, troca, compra, venda, leilão ou partidas com outros jogadores, sob várias regras de construção de baralhos e formatos de jogo. Pioneiro em seu gênero, e também a maior fonte deste até hoje, ainda carece de pesquisas linguísticas ou tradutórias na academia em inglês ou nas 10 línguas para as quais o jogo é localizado (português do Brasil incluso). Cerca de 1500 cards são lançados por ano, exigindo consistência de habilidades, raças, classes, narrativa e regras dentre todas suas expansões. Analiso aqui parte de um corpus bilíngue, paralelo e estático atualmente em construção para uma pesquisa de mestrado em andamento (Coleção Básica 2013), com foco no metatexto (Manual de Regras Básico). As versões em En e Pt, obtidas no site oficial do jogo, foram processadas pelos programas Adobe Acrobat Pro, Wordsmith Tools 3.0, e Notepad++.

15. Construção de Corpus de Tradução para Legendas

Elaine Alves Trindade (UNINOVE)

Este trabalho pretende apresentar o processo para a construção de um corpus bilíngue de tradução para legendas. A construção desse corpus pode permitir várias pesquisas a respeito do processo da legendagem. Desde a análise da tradução em si, até aspectos de convencionalidade, vícios da legendagem, a omissão frente à língua fonte, análises gramaticais, entre outros. A linguística de corpus é uma ferramenta muito eficiente nessas análises, e pode contribuir para identificar as estratégias utilizadas pelos tradutores de legenda para a tradução intersemiótica que envolve todo o trabalho de legendagem, visto que o original representa a fala e a legenda está mais próxima da norma culta escrita.

16. Aplicação dos estudos de corpora à análise de elementos da comunicação dos construtores automotivos

Jean-François Mathieu Brunelière (UFSC)

A linguística de córpus, que representa o estudo da linguagem com base em exemplos reais de uso, permite que o pesquisador observe elementos da língua que seriam dificilmente visíveis sem métodos específicos e ferramentas informáticas. Foi aplicada a metodologia da linguística de córpus a um texto de quatrocentos e doze páginas, de caráter técnico-econômico, chamado de Document de référence em francês e de Registration document em inglês, que trata da atividade e das estratégias industriais e comerciais da empresa PSA Peugeot Citröen (fabricante automotivo) para o ano de 2011. Esse trabalho sobre as traduções referentes aos termos utilizados para designar os funcionários da empresa (preferencialmente salariés em francês e employees em inglês, considerando que para cada língua outras palavras também são utilizadas) permitiu distinguir qual era a estratégia de tradução e finalmente obter, depois de um espelhamento, uma tabela com todas as variações de traduções de cada palavra. Esse trabalho poderá ser útil para futuras comparações com outros textos (da mesma empresa, para a apresentação de dados referente a outros anos, ou de outras empresas produzindo o mesmo tipo de documentos).

CRÉDITOS DAS TRADUÇÕES

Italiano: Nicoletta Cherobin

Espanhol: Rosario Lázaro Igoa & Luz Adriana Sánchez Segura

One thought on “Simpósio: Tradução e Corpora

  1. Pingback: Lista de simpósios | ABRAPT

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s